7 lugares que eu quero conhecer

Antes dos 30

Viajar e conhecer o mundo é o sonho da maioria das pessoas, inclusive o meu. Desde pequena tive o desejo de viajar, mas como meus pais tem fobia de avião só consegui realizar esse sonho depois que fiz 18 anos. E como eu adorei a sensação de poder tudo e a paz  de deixar a rotina de lado por uns dias. Isso me fez acreditar que eu posso realizar meus planos e ir pra qualquer canto do mundo se eu trabalhar para isso. Quem sabe logo mais eu não faça posts de viagens? haha

Escolhi apenas sete cidades por que criei a tag ”7 alguma coisa”, uma desculpa para eu fazer listas (adoro fazer listas). E porque antes dos 30? Ah, faltam 12 anos para isso, é melhor que eu tenha realizado pelo menos 85% dos meus planos até lá.

 New York

Vou começar pela segunda cidade mais clichê de todas. Quem nunca teve uma imagem de si mesma atravessando a Quinta Avenida com um monte de taxis amarelos ao seu redor, um copo de café na mão e mil sacolas na outra? Não? Só eu? É a típica cena de filmes que se passam em NY! Deve ser uma experiência incrível conhecer a cidade que nunca dorme, dar uma turbinada no capitalismo comprando tudo o que tiver vontade e conhecer pessoalmente lugares que conheço apenas pela televisão.

Paris

Ah, Paris. Não preciso falar motivos pra querer conhecer esse lugar incrível, certo? Estar em Paris é respirar arte, luxo e diversão. Não sei falar uma palavra se quer em Francês então seria uma aventura desafiadora.

Tokio

Quer cultura mais exótica que a Japonesa? Viajar para lá deve ser incrível, porque além de ter uma cultura milenar, história e culinária bem diversificada, é uma cidade bastante tecnológica.

 Londres

Quando penso em Londres, me vem a mente grandes palácios, rainhas em suntuosos vestidos e sotaque lindo. Não resisto a um pouco de história e Londres com certeza é ótima para se conhecer.

Verona

Verona é a cara de Romeu e Julieta, né? Quer mais motivos pra esse lugar está na lista? Ok. A cidade é linda, tem muita história, arquitetura sensacional e muitos lugares para se conhecer.

Orlando

Por favor, como a eterna criança que eu sou uma visita à Disney não poderia faltar nessa lista. Arquitetura, história, compras e paisagens lindas são ótimas mas realizar o sonho de uma criança não tem nem comparação. Tentei muito fazer meus pais deixarem eu ir nos meus 15 anos, mas como vocês devem saber, não rolou. Entretanto, força de vontade é o que não falta.

Berlim

Mais um lugar para alguém que ama cidades históricas. Eu particularmente tenho uma admiração por fatos e lugares relacionados a Segunda Guerra Mundial e tenho uma vontade gritante de visitar um campo de concentração. Em Berlim, pelos relatos de turistas, o campo de Sachsenhausen é palpável o ar pesado do que se viveu no passado lá. Além disso, não pode-se negar que a cidade é incrível.

App da semana: Ônibus Manaus

Pegar ônibus é um mal necessário para a maioria da população, infelizmente. Pior ainda do que ter que pegar ônibus é não saber quais pegar. Como eu sei o quanto isso é chato… Para melhorar a nossa vida (só um pouquinho) o Trânsito Manaus em parceria com a loja Bemol criou um aplicativo com os trajetos dos ônibus: o ônibus Manaus.

 

onibus manaus

 

Nele, podemos saber quais linhas de ônibus passam pelas principais avenidas da cidade, pelos bairros, lugares mais conhecidos e até mesmo todo o trajeto de determinada linha. É um aplicativo muito útil para quem tem que andar pela cidade e não sabe como chegar até algum lugar específico. Ele está disponível na Apple Store e na Play Store de graça.

Séries medievais que todos devem amar

Que todos amam séries não é nenhuma novidade, mas não tem nada melhor do que castelos, vestidos galantes, justas e muita mais muitas conspirações como as séries medievais. Pensando nisso, trouxe para vocês as minhas três séries favoritas nesse tema.

Game of Thrones

A estória, baseada nos livros de George R. R. Martin se passa em Westeros quando o Rei dos Sete Reinos Robert Baratheon viaja para o Norte até o lar de Eddard Stark, da casa Winterfell para ser a sua mão, uma posição estimada na Corte porém muito perigosa. Ned Stark sabendo que o velho amigo corria perigo decidiu aceitar ser a mão do Rei e o acompanha até Porto Real. O que eu gosto da série é que não há apenas um protagonista, temos o ponto de vista de alguns personagens mais importantes mas também a visão de ”personagens menores” o que nos faz sair daquele velho padrão do herói e o vilão, na série todos estão propensos a maldade e a fazer coisas boas. Menos Ned, que sempre agiu com honra e… puf. A série conta atualmente com quatro temporadas finalizadas e a quinta em produção para sair em 2015, cada temporada conta com 10 episódios de 50 minutos, aproximadamente. Se tiverem a chance, leiam os livros, a série apesar de maravilhosa não faz jus à beleza que é o livro.

The Tudors

A série se passa durante o reinado de Henry VIII da Inglaterra, um reinado que é marcado por conflitos internacionais, a pressão de não conseguir gerar um herdeiro para o trono, o rompimento com a Igreja Católica por não ter deixado Henry se divorciar da Rainha Catarina de Aragão e se casar com Ana Bolena e então fundar a Igreja Anglicana e tornar Ana Bolena a nova Rainha da Inglaterra.  Dei muito spoilers? Não senhoras e senhores, estudamos isso na escola como o período Absolutista. A trama é focada na pressão do Rei diante de seus caprichos e desejos, de uma forma bem caliente como a maioria das séries de época é. A série foi finalizada em 2010 com quatro temporadas.

Reign

Sendo uma série mais para adolescentes, Reign mostra a a ascensão de Mary Stuart, Rainha da Escócia e sua estadia na Corte francesa onde está noiva desde a infância do príncipe Francis. Na trama, Mary tem que lidar com o noivado arranjado, governar seu país na França e a pressão que o Rei Henry II da França impõe para que ela reclame o trono da Inglaterra e declare guerra contra a Rainha Elizabeth da Inglaterra. A série conta com apenas uma temporada com 22 episódios e renovação para a segunda temporada.

Já assistiram essas séries? Tem mais alguma série nesse tema que ninguém deve deixar de assistir? Me contem.

Um pouco de mim

Como um ano pode mudar alguém

Mudanças nunca são fáceis. De tempos em tempos precisamos mudar algo, seja algo banal como o cabelo, os móveis da casa ou nossas escolhas. Para mim, a mudança que mais me amedrontou esse ano foi a transição de terminar o Ensino Médio e começar a faculdade.

Desde o primeiro ano minha escola colocou em mim um objetivo: passar na faculdade. Não fazia ideia de qual carreira eu queria seguir, mas sabia que tinha que estudar pros meus concorrentes não passarem a minha frente e tomar a minha vaga na Federal. Eu tinha um foco, um objetivo. Depois de três anos de vestibulares, provas, cursinhos e estudos, eu tinha escolhido uma carreira: Jornalismo.

Infelizmente, por muito pouco não consegui passar em Jornalismo na Federal, mas tinha feito o Vestibular da Estadual que, por não ter Jornalismo eu optei por Letras e passei no Vestibular. Como não havia passado no curso que eu queria de primeira, optei pela minha segunda opção e me matriculei em Letras na UEA.

Não sei dizer se devido a frustração de não passar no que eu queria ou o curso em si, mas eu não me interessei pela grade logo de cara. Não conseguia me sentir empolgada a ir pra faculdade, a estudar e me sentir parte dos calouros. Não bateu, sabe? Acabei faltando as duas primeiras semanas de aula, tinha praticamente desistido do curso.

Como a boa teimosa que sou, não estava feliz de ter desistido tão rápido e acabei voltando para as aulas. Assisti as aulas, conheci pessoas, tentei me esforçar, mas eu não me sentia satisfeita. Não queria fazer o curso, mas não sabia o que fazer. Viajei para São Paulo e acabei tirando isso da cabeça por uns dias, deixando de lado e aproveitando.

Quando voltei estava decidida a fazer o que eu queria. Não seria fácil, desistir nunca é tão simples quanto parece. Tive que ouvir comentários do tipo ‘’Não aguentou nem um período? Mas que idiota. ’’ Ou ‘’Você saiu da Estadual para ficar em casa fazendo nada? ’’ Foi uma fase complicada, afinal, eu não sabia o que fazer. Esperar o vestibular no final do ano ou começar numa faculdade particular no próximo semestre?

Meu conselho para aqueles que querem parar de estudar por um tempo: Não faça isso. Minha vida inteira se resumiu em estudar e agora eu me sinto perdida. Não lembro de grande parte das coisas que estudei há pouco tempo. Não é legal ficar de ‘’férias’’ por metade do ano. Posso parecer louca por dizer isso, mas quero logo que essas férias acabem. Depois que meus pais viram que não tinha jeito e eu não iria voltar pra faculdade, eles começaram a me incentivar a fazer o que eu queria. Mês que vem começo a faculdade de Jornalismo numa Universidade particular e não estou me aguentando de tanta ansiedade.

Para não ficar tão à toa por seis meses, comecei a tirar a primeira habilitação e me matriculei em um curso de informática que estava adiando a anos. Também criei esse blog para não ficar tão enferrujada na escrita. Meus amigos já estão indo pro segundo período e eu aqui, dando um tempo. Às vezes, antes de dormir reflito se fiz a escolha certa e acredito que fiz sim.

Agora percebo que todas essas dúvidas e inseguranças que tive ajudaram a descobrir um pouco mais de mim mesma. Me ajudaram a crescer e se sentir livre para ser e escolher o que eu quiser. E eu estou feliz com isso. Estou feliz em escrever a minha própria história, ser a protagonista que de algo muito grande, como a minha vida.