Minhas compras no site Aliexpress

Não era muito de fazer compras online, na verdade, não fazia nenhuma compra online. Sempre via roupas lindíssimas na internet e com o preço super bom mas deixava de comprar por neura de não saber se esse tipo de compra era mesmo confiável. Como esse ano eu decidi fazer coisas que eu não tinha coragem (ai que ousadia) eu comecei a olhar melhor as lojas online e arriscar. Acho que todo mundo já deve ter ouvido falar do Aliexpress, mas reforçando, esse site é a salvação ou a perdição do meu suado dinheirinho.

Como toda loja, ele também tem prós e contras. Para começar, ele não é bem uma loja, é mais como se fosse um shopping online, onde muitas lojas vendem seus produtos num só lugar. As vantagens de se comprar lá é a facilidade de pagamento (eles aceitam boleto, cartão, depósito e etc), a variedade de produtos e preços (podemos encontrar o mesmo vestido em diferentes lojas e preços variados, por exemplo) e óbvio, o preço maravilhoso. A parte chatinha é que como os produtos vem lá do outro lado do mundo (vulgo China), pode demorar até seis meses para chegar, ou seja, não dá pra comprar coisas que você vai precisar com urgência. Outra coisa que me decepciona são as taxas do correio que podem ser até mais caras do que o produto em si.

Então, para não se decepcionar com as compras, verifique sempre o tamanho e o tecido, atentando para o fato de que as asiáticas são bem magrinhas então a numeração é diferente da nossa. Se for comprar mais de um produto na mesma loja, envie uma mensagem para o vendedor pedindo para ele mandar em pacotes diferentes, as chances dos produtos serem taxados diminui. E por último, compre e esqueça que comprou, porque vai demorar pra chegar.

comprasnoaliexpress

  1. Pregador de fotos de coração
  2. Vestido com estampa étnica
  3. Vestido azul
  4. Vestido com estampa de oncinha
  5. Mochila de andorinhas 
  6. Sutiã adesivo
  7. Capinha para celular gato de Cheshire
  8. Mini MP3

Das oito compras que eu fiz, apenas a minha primeira compra chegou que foi o vestido com estampa de oncinha (item 4) e eu fiquei decepcionada porque na foto o tecido parece mais durinho enquanto na verdade ele é bem fino e meio transparente, além do que ficou grande então eu dei ele pra minha prima. Fiquem bem atentos a esses detalhes na hora de comprar, beijos.

Siga o twitter do blog para mais novidades: @blogaliceerrada

O que mudou depois de um mês?

Se fosse em outro momento da minha vida, eu diria que nada tinha mudado. Poderiam se passar meses, anos, a vida toda e eu continuaria a mesma de sempre. Sempre soube que esse ano seria diferente, que eu teria mais decisões a se fazer, mais responsabilidades e teria que  começar a ralar para realizar meus objetivos. Até aí tudo bem, eu estava me preparando psicologicamente para isso.

O que eu não esperava era não passar na faculdade que eu queria e ter que optar pro meu plano B, fazendo assim eu ir para um curso que eu não queria. Acontece, fazer o que. Nem tudo vai ser como a gente planeja. De qualquer forma, o primeiro semestre de 2014 foi um período de confusão, transição e aceitação. Não ia fazer algo que eu não gostasse só pela faculdade ser de graça.

Eis que começo o curso que eu queria (depois de muitas brigas e comentários horríveis) e já começo com um probleminha. Me matricularam num turno que não tinha. Pô, parece bobagem se preocupar com isso né, mas imaginem eu, chegando na faculdade explodindo de esperança para que dessa vez dê certo esse lance de Jornalismo e quando vou atrás da minha sala… ela não existe. Pois é, comecei a achar que isso era um sinal pra não fazer o curso. Mas como uma boa teimosa, eu resolvi fazer à noite.

Pode parecer precipitado dizer isso depois de um mês, mas eu estou apaixonada pelo curso, pela turma, pelas amizades que eu estou fazendo. Estou gostado de um forma que eu não conseguiria gostar se não tivesse arriscado mudar de faculdade tão rápido. Aquela dúvida que eu tinha antes sobre fazer a coisa certa já era, eu sinto que eu estou no caminho certo.

Mas não é tão fácil como parece. Para uma pessoa extremamente tímida como eu, todo dia é um desafio. Quem me conhece sabe que falar em público sempre foi um problema para mim. Sempre fui muito quieta e na minha, mas assim como fiz dança, teatro e modelagem para para perder a timidez, a faculdade de Jornalismo é mais um meio que vai me ajudar a me expressar. Eu tenho consciência que as coisas vão ficar mais difíceis mas eu pretendo arriscar quantas vezes forem necessário para conseguir o que eu quero.

Siga o blog no twitter: @blogalicerrada

Últimos filmes que eu assisti

filmes

Depois que eu assinei o Netflix, assistir filmes ficou mais fácil do que nunca. Graças a isso, pude conhecer filmes que normalmente não procuraria na internet para assistir, como filmes em italiano e francês. Nunca tinha assistido um filme numa língua que não fosse português ou inglês, juro! Mas como vocês vão perceber, 75% dos filmes dessa listinha são em línguas que eu não sei mais do que duas palavras. Me senti uma criança tentando entender as palavras mais simples, mas foi uma experiência bacana.

Azul é a cor mais quente

O filme explora o amor homossexual de forma muito intensa. Nele conhecemos Àdele, uma adolescente que se apaixona à primeira vista pela intrigante garota de cabelos azuis chamada Emma. De forma bem inocente,  Àdele se entrega de corpo e alma ao romance, se descobrindo ao lado de Emma e enfrentando os desafios e preconceitos de uma relação. O filme causou polêmica por causa das cenas de sexo longas e explícitas entre o casal, o que, independente do que dizem, ainda há muito preconceito. Outra coisa que me prendeu no filme foi o final anti-romântico que está sendo cada vez mais explorados nos filmes atuais. É um filme ótimo que mostra o amor e as dificuldades de qualquer relacionamento e vale muito a pena assistir.

A vida é bela

O filme se passa na Itália durante a Segunda Guerra Mundial, quando o judeu Guido e seu filho Giosué são levados para um campo de concentração. Sabendo dos horrores que se faziam lá, Guido convence seu filho de que tudo aquilo era um jogo e que eles tinham que ganhar custe o que custar, tudo para preservar a inocência de seu filho. É um filme incrível que mostra o amor e os sacrifícios de um pai para o filho. Todos deveriam assistir esse filme.

O fabuloso destino de Àmelie Poulain

Quando Àmelie encontra uma caixa de lembranças escondida pelo antigo dono em sua casa, decide procurá-lo para devolver e fica impressionada ao ver a emoção de Dominique ao ver o objeto novamente. Àmelie então fica encantada e inspirada a ajudar outras pessoas, encontrando um sentido para a sua existência. Entretanto, ela continua solitária e à espera de um amor, que parece cada vez mais próximo. É um filme com uma fotografia incrível e uma história fofa, que vale a pena assistir.

Easy A

É o único filme hollywoodiano da lista, interpretado pela queridíssima Emma Stone, onde faz o papel de Olive, uma adolescente que não era notada por ninguém, até começar um boato de que ela não era mais virgem. Apesar de não querer ficar conhecida por causa de uma mentira, ela estava gostando da atenção que as pessoas estavam lhe dando. O boato fica pior quando ela aceita ajudar seu amigo gay Brandon, fingindo que eles tinham transado numa festa onde toda a escola estava presente, o que deu a ela o título de vadia da escola. Mas é claro, as coisas não podiam parar aí e tudo fica bem pior. O filme mostra bem o estereótipo de uma escola americana e o quão longe uma mentira pode chegar.

Resenha: Quem é você, Alasca?

Jonh Green, 229 páginas – Editora WMF Martins Fontes, São Paulo, 2010. Título original: Looking for Alaska.

 Passamos a vida inteira no labirinto, pensando em como um dia conseguiremos escapar e como será legal. Imaginar esse futuro é o que nos impulsiona para a frente, mas nunca fazemos nada. Simplesmente usamos o futuro para escapar do presente.

Quem é você, Alasca? Conta a estória de Miles Halter, um adolescente que ‘coleciona’ últimas palavras e vai para a Escola Preparatória de Culver Creek, na Flórida, em busca do que François Rebelais chamou de ‘’O Grande Talvez’’. Lá, ele conhece seu colega de quarto, Chip – Coronel – Martin, que o apresenta ao grande labirinto de sua vida: a intrigante, misteriosa e explosiva, Alasca Young.

Alasca é uma personagem bem construída e bastante intrigante. Logo no início, pode-se perceber que ela teve um passado sombrio que a atormenta porém pouco diz-se sobre isso. Aos poucos, Miles vai descobrindo pequenos detalhes sobre a garota, como que ela veio de Vine Station, no Alabama, gosta de ler e tem um namorado. Miles logo se apaixona pelo jeito impulsivo e elétrico de Alasca.

Agora cumpre a dizer que a garota era linda. Ao meu lado, no escuro, ela cheirava a suor, sol e baunilha, e, naquela noite fina de lua crescente, eu não enxergava muito mais do que a sua silhueta, exceto quando ela fumava, então a ponta chamejante do cigarro banhava seu rosto com uma pálida luz avermelhada. Mesmo no escuro, eu podia ver seus olhos – ferozes esmeraldas.

O livro é dividido em um Antes Depois e a demarcação dos capítulos é feita com uma contagem regressiva no Antes e crescente do Depois. Durante a estória, a vida de – Miles (Gordo), Coronel, Alasca, Takumi e Lara se resume a cigarros, bebidas e namoro, mas sem cair naquele drama adolescente.

Apesar de Miles ser o protagonista, a estória gira completamente em torno da Alasca, que mesmo sendo bem irritante, me encantou desde o começo. Alasca parece estar sempre numa animação quente, mas por dentro parece ser uma garota muito deprimida e mesmo sem seus amigos perceberem, ela aos poucos vai demonstrando o que realmente sente para eles, até que vem o Depois.

O clima de alegria desacelera um pouco quando o Depois começa. Muitas perguntas continuam sem respostas e Miles quer encontra-las. John Green novamente transformou uma história clichê em algo inédito que te faz suspirar, chorar e ficar com raiva ao mesmo tempo. Apesar de ter lido diversas pessoas reclamarem que a estória não era tão boa, esse livro foi muito mais do que eu esperava.

Quem é você, Alasca? É uma leitura instigante que te mostra muitas filosofias interessantes e passagens bem construídas, além de ter uma capa maravilhosa. Recomendo essa leitura e todos os livros do John Green, que está se mostrando um grande escritor em todas as suas obras.

Eu sei que ela me perdoa, assim como eu a perdoo. As últimas palavras de Thomas Edison foram: ‘’O outro lado é muito bonito.’’ Eu não sei onde fica o outro lado, mas acredito que seja em algum lugar e espero que seja bonito.

Se alguma das fotos que ilustram o post for de sua autoria, entre em contato para eu dar os devidos créditos.

Fotoconhecimento: porque nós amamos fotografia!

A arte de registrar momentos únicos com perfeição é um dom que todos adorariam ter. E podem. Hoje em dia, com a facilidade de ter uma câmera boa, tudo é motivo de fotografar, registrar e guardar na memória (ou nas redes sociais). Entretanto, se você quiser passar as fotos de hobbie para profissão, há muito trabalho a ser feito. Não é só do melhor equipamento que um fotografo é feito. Além de aprender técnicas, fazer cursos e workshops, o conhecimento tem que ser sempre renovado, sempre atualizando informações, trocando dicas e acima de tudo ser feliz com o seu trabalho.

Para aqueles interessados em fotografia seja por hobbie ou por profissão, a Fotoconhecimento nos dias 01 de Setembro ao dia 5 de Setembro fará 2o palestras online e gratuitas sobre fotografia com os melhores profissionais da área, abordando temas como fotos de casamento, vídeos, recém-nascido, ensaio sensual, negócios, gestantes, retratos, direção de pessoas e etc. Para assistir, basta se inscrever gratuitamente no site da Fotoconhecimento e conferir todas os temas, horários e palestrantes.

Resumindo

O que? Vinte palestras de fotografia.

Onde? No site da fotoconhecimento.

Dia? Do dia 01 ao dia 05 de Setembro.

Custo? Gratuito.

 

Este post não é um publieditorial.
As fotos que ilustram este post foram retiradas da internet, se alguma for de sua autoria favor entrar em contato.

 

Wishlist: Produtos para os fanáticos por best-sellers

Quem é fã sabe a dificuldade de achar produtos com qualidade e bom preço das nossas sagas preferidas no mercado brasileiro. Ainda é difícil encontrar lojas físicas com opções variadas mas felizmente as lojinhas virtuais não tem fim. Semana passada encontrei uma loja virtual para nós, fãs carentes de produtos das nossas obcessões, que além de bem variada, possui um preço ótimo e excelente qualidade: a Fandom Store.

A loja é super confiável, tem ótimas formas de pagamento (cartão de crédito, débito e boleto bancário) e dão o número de rastreamento do seu produto. Pelo que vi no instagram da loja, eles também são super atenciosos com todos os clientes, o que já os eleva mil pontos no meu conceito. Para ser sincera, eu fico meio hesitante em fazer compras online, mas dei um voto de confiança para a loja e comprei um bracelete do tordo (item 6). Yay! wishlistlojafandomstore

  1. Colar Targaryen
  2. Colar vira tempo
  3. Marcadores magnéticos Instrumentos mortais
  4. Broche Tordo
  5. Cards Sapo de Chocolate
  6. Bracelete tordo
  7. Palheta Demi Lovato
  8. Colar Tordo Mockingjay

Além desses itens, na loja tem também a Carta de Hogwarts e o Mapa do Maroto que são itens que todo fã de Harry Potter é louco para ter e está com um preço ótimo e frete grátis, mas eu não coloquei na lista porque eu já tenho os que vieram no livro A magia do cinema. Não deixem de entrar no site da loja e conferir seus produtos.

Obs: Quando a compra que eu fiz chegar, faço um adendo nesse post e no twitter sobre a minha opinião em relação ao produto.

Este post não é um publieditorial.

ATUALIZADO: O bracelete chegou dentro do prazo, eu adorei o produto, ele é do jeito que eu esperava, delicado mas chama bastante atenção (pelo menos umas cinco pessoas perguntaram onde eu comprei), a qualidade é boa e o site é confiável. 

Como tirar o passaporte

Quando se pretende viajar para o exterior pela primeira vez, muita gente não sabe por onde começar. Tem que tirar documentos, arranjar dinheiro, planejar roteiros e etc. Fui procurar dicas para organizar uma viagem e é obrigatório na maioria dos países (com exceção dos países do Mercosul) ter o passaporte.

Um dos 101 itens da minha lista é tirar o passaporte então estou procurando como isso é possível. Primeiro, o que precisamos saber é que existem cinco tipos de passaporte: o comum, o oficial, o diplomático, o estrangeiro e o emergencial. Vamos falar apenas do comum por ser o mais usado por nós.

O passaporte comum é o de cor azul concedido para todo brasileiro, nato ou naturalizado emitido pela Polícia Federal, com validade de cinco anos. Diferente do que eu pensava, não é difícil tirar o passaporte.

Para requeri-lo, entre no site da Polícia Federal, procure a opção Serviços no Menu lateral esquerdo, em seguida vá em Passaporte. A página que vai aparecer é essa aqui:

comotirarpassaporte1

 

Clicando em seguida em 1- Requerer Passaporte (para brasileiros), você vai ser direcionado para uma página com as informações para tirar o passaporte.

comotirarpassaporte2

 

A documentação necessária para tirar o passaporte é: Documento de Identidade (RG, CNH, Passaporte brasileiro anterior, Carteira de Trabalho e etc), CPF, Título de Eleitor, comprovante que votou na última eleição, Certificado de Reservista para os homens, Certificado de Naturalização (apenas necessário se você for estrangeiro naturalizado brasileiro), Comprovante de pagamento da taxa GRU (já vou falar sobre isso), e Passaporte Anterior (se tiver, o que eu acredito não ser o caso pois se não você não procuraria como tirar o passaporte).

Com os documentos em mão (ou todas as informações na cabeça), clique em solicite a emissão do passaporte. Você vai ser direcionado para uma página onde deve colocar todas as suas informações, ficando atento para não errar nada. Quando terminar de preencher todos os seus dados, vai gerar um número de protocolo e o boleto do GRU no valor de R$ 156,07, que pode ser pago em qualquer banco ou casa lotérica.

Feito isso, faça o item número 5, e verifique se na sua cidade tem que agendar. Precisando (eu precisei), agende escolhendo o melhor dia e horário entre os disponíveis. No dia chegue com antecedência uma de 15 minutos (pelo amor de Deus, não queira madrugar lá como fazem nos PAC’s), lá eles vão recolher seus documentos, digitais e uma foto. É um processo simples que levou menos de 20 minutos. Depois é só voltar lá com o RG e o Protocolo de Viagem sete dias depois.

Esse post ajudou você? Faltou esclarecer alguma coisa? Não esqueça de me contar.