Resenha: Se eu ficar

Gayle Forman, 224 páginas – Editora Novo Conceito, São Paulo, 2014.

se eu ficar capa

Meu primeiro contato com a história foi pelo trailer do filme. Não sei se foi devido a minha tpm enorme nesse dia mas comecei a chorar assistindo ao trailer e sabia que tinha que procurar mais sobre a história. Descobri que o filme era baseado em um livro e corri para lê-lo, mas isso só aconteceu de verdade essa semana. O livro conta a história de Mia, uma adolescente apaixonada pela música, por seu namorado Adam e principalmente por seus pais e seu irmãozinho Teddy.

Os pais de Mia são personagens incríveis, apaixonados pela música e muito carismáticos. O pai de Mia era um rockeiro punk, baterista de uma banda, a qual abandonou depois que teve o segundo filho e virou professor, mas o espírito de rockeiro dele continua presente, o que faz dele um personagem interessante e muito envolvente. A mãe de Mia também era uma rockeira punk que seguia a banda do pai de Mia e tinha um amor enorme pela música.

“She didn’t care that people called her a bitch. ‘It’s just another word for feminist,’ she told me with pride.”

Falando sobre a música, ela está tão presente no livro que é como se fosse um personagem secundário. Mia herdou de seus pais o amor pela música, mas ao invés de gostar de rock, ela se sentiu atraída pela música clássica e ficou apaixonada pelo violoncelo. Seus pais a apoiaram desde que essa paixão pelo instrumento se mostrou séria e Mia se tornou uma grande violoncelista, provavelmente sendo aceita em Julliard. A música também está presente no relacionamento de Mia, já que seu namorado Adam, é guitarrista e vocalista de uma banda em ascensão de Portland e foi a música que os juntou.

Num dia de neve, Mia e sua família decidem visitar uns amigos de carro e tudo muda em um instante quando um acidente acontece. Desnorteada, Mia se encontra no acidente vendo tudo como um espectador, ela vê seus pais sendo retirados dos destroços, o carro que a família estava destruído pelo impacto com o caminhão e o seu próprio corpo sendo resgatado e levado rapidamente para o hospital. Sem saber o que estava acontecendo, Mia se vê deitada numa UTI desacordada, sem conseguir falar com ninguém ou saber o que tinha acontecido com seu irmãozinho.

seeuficar

Logo, Mia vê seus avós, tios e primos chegarem no hospital para visitá-la, vemos Kim e Adam tentar invadir a UTI para vê-la e finalmente Mia se depara com a realidade que sua família tinha morrido no acidente e ela está quase morta também, cabendo a ela a decisão de ficar e encarar a realidade assustadora de ter perdido a família ou ir embora sem dor ou choros e deixar Adam e seus avós.

Sou eu quem deve decidir. Agora sei.

E isso me aterroriza mais do que qualquer outra coisa  que aconteceu hoje.

E onde será que Adam está?

Durante a história, os capítulos são alternados com flashbacks da vida de Mia, como sua paixão pelo violoncelo aflorando junto com sua esperança de ir para Julliard, o seu relacionamento com Adam e seus momentos simples e engraçados com a sua família. Outro aspecto que me encantou no livro foram os personagens secundários, principalmente a enfermeira Ramirez e os avós de Mia, que não aparecem muito mas são espetaculares.

Vi muita gente reclamar da capa do livro ser igual ao pôster do filme mas eu adorei a capa e os detalhes das capas que lembram partituras de músicas. Minha única reclamação é com a edição do livro que parece ser meio desleixada, deixando períodos mal estruturados e algumas palavras erradas. Essa edição da Novo Conceito conta ainda com entrevistas bem interessantes com os atores do filme e um trecho da continuação do livro ”Para onde ela foi.”

Se eu ficar é um livro incrível que merece ser lido por todos pois ensina muito sobre o amor, sobre a importância da família e sobre as escolhas importantes que devemos tomar. O filme está em cartaz em quase todos os cinemas brasileiros, corre para assistir!

ifistay

Anúncios

3 comentários sobre “Resenha: Se eu ficar

  1. Pingback: Tag: 20 perguntas sobre livros | Alice errada

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s