Resenha: Para onde ela foi

Gayle Forman, 239 páginas. Editora Novo Conceito, São Paulo – 2014.

IMG_4504

Para onde ela foi é a continuação do best-seller Se eu ficar, o qual já foi resenhado aqui no blog. A história conta sobre o que aconteceu depois do acidente que matou a família de Mia pelo ponto de vista do Adam, o seu namorado. Antes de começar o livro não tinha gostado muito da mudança de ponto de vista por que isso me lembra o livro não lançado da saga Crepúsculo, que era escrito pelo ponto de vista do Edward e tudo o mais e… não rolou. Mas passando o preconceito inicial, foi bem interessante conhecer a mente de outro personagem que viu de fora tudo o que aconteceu no primeiro livro e acompanhar a nova história de amor deles.

A história se passa três anos depois que Mia acordou. Adam nos conta de forma bem dolorida sobre a recuperação dela e como apenas a música conseguiu fazê-la melhorar. Depois que Mia foi pra Juilliard e deixou Adam para trás, o garoto descontou toda a sua frustração na música. Resultado: A Shooting Star virou a banda mais famosa dos Estados Unidos, ganhando muitos prêmios e sendo reconhecida mundialmente.

IMG_4501

Adam agora vivia como uma celebridade, era atacado por fãs e paparazzis, frequentava eventos importantes, tinha uma mansão em Los Angeles onde vivia com a sua namorada Bryn, que também era uma celebridade e tinha uma vida extremamente fútil e superficial. Enquanto isso, em Nova Yorque Mia se tornava um prodígio da música clássica, sendo igualmente reconhecida no seu ramo.

O destino finalmente os cruza em uma noite em Nova Yorque. Adam, que estava meio descontrolado devido a pressão de ser uma celebridade, acaba andando em círculos pela cidade até topar com o letreiro do teatro Carnegie Hall reluzindo que haveria um concerto dela naquela noite. Hesitante, ele acaba assistindo-a. A história acontece em apenas uma noite, intercalando o presente com flashes do passado, tornando a história triste por causa dos acontecimentos passados e esperançosa pela ideia que todos poderiam recomeçar. A leitura é mais leve que o primeiro volume portanto flui mais facilmente. As páginas são amarelas, o que eu gosto porque não cansa muito a vista e tem notas musicais enfeitando as páginas da mesma forma que o primeiro livro. Acho interessante ressaltar também a atenção que a autora teve em escrever letras de músicas para a Shooting Star e colocar seus trechos no início de cada capítulo.

Processed with VSCOcam with b5 preset

Meu primeiro impulso não é agarrá-la, beijá-la ou gritar com ela. Só quero tocar seu rosto, ainda corado pela performance de hoje. Quero diminuir o espaço que nos separa, medido em passos – não em quilômetros, não em continentes, não em anos -, e colocar meus dedos calejados no seu rosto… Mas não posso tocá-la. Esse é um privilégio que não existe mais.

Anúncios

4 comentários sobre “Resenha: Para onde ela foi

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s