Vídeo: Livros do mês de Outubro

Estou tendo uma overdose de livros esse mês gente, chama o Samu! Brincadeiras a parte (ou nem tanto), para quem não sabe inaugurei esse mês o Canal do YouTube do Blog (clique aqui  para se inscrever, assistir os vídeos, dar um like e ser muito feliz) e resolvi fechar o mês mostrando todos os livros que eu comprei esse mês. Estou gostando muito de fazer vídeos pro canal, espero que vocês também estejam gostando.

Se você não viu as outras resenhas que eu fiz, eis os links:

  1. A 5ª Onda – Rick Yancey
  2. The Carrie Diaries – Candace Bushnell
  3. Meu Universo Particular – Frederico Elboni 
Anúncios

Resenha: A 5ª Onda + Canal do YouTube

 Rick Yancey, São Paulo – SP, Editora Fundamento – 2013 – 367 páginas. NSGE7308

Sinopse: Depois da primeira onda, só restou a escuridão. Depois da segunda onda, somente os que tiveram sorte sobreviveram. Depois da terceira onda, somente os que não tiveram sorte sobreviveram. Depois da quarta onda, só há uma regra: não confie em ninguém. Agora A QUINTA ONDA está começando… Cassie está sozinha, fugindo dos Outros. Ela vive em uma Terra devastada, onde qualquer pessoa, até mesmo uma criança, pode ser o inimigo. Um inimigo que parece humano, que espreita em todos os lugares, pronto para aniquilar os últimos sobreviventes. Permanecer sozinha é permanecer viva – Cassie acredita nisso até encontrar Evan Walker. Mas será que ela pode confiar nele? Será que ele pode ajudá-la a resgatar o irmão? Chegou o momento em que Cassie deve escolher entre a esperança ou o desespero, entre enfrentar os Outros ou se render ao seu destino, entre a vida e a morte. Entre desistir ou lutar! 

Ouso dizer sem dúvida alguma que a 5ª onda foi o melhor livro que li esse ano. Quando vi o trailer corri para comprar porque adoro histórias com alienígenas e tudo o mais. Mas se você achava que os alienígenas eram humanoides verdes com anteninhas e olhos esbugalhados ou máquinas Tripod gigantes que não conseguem viver no nosso mundo vocês se enganaram. E feio.
A história conta principalmente o ponto de vista de Cassie. Não Cassie de Cassandra, ou Cassie de Cassidy mas Cassie de Cassiopeia. Cassie era uma menina normal de 16 anos, que ia para a escola e sua grande preocupação eram as sardas do rosto e a paixão não tão secreta por Ben Parish. Apesar da história já começar no final da 4ª onda, Cassie dá um geralzão de como foi passar pelo ataque desde o começo. Na verdade a 5ª onda só é descoberta lá pela metade do livro.ASHQ9110 Primeiramente, a nave mãe apareceu e deixou o mundo inteiro maluco criando teorias, conspirações e deixando todos paranoicos com o que aconteceria a seguir. Será que eles sairiam da nave e atacariam a todos? Dez dias depois da chegada da nave mãe, a primeira onda chega. Os Outros como são chamados os alienígenas enviam um pulso eletromagnético (PEM) que corta toda a energia do mundo. Nada de celulares, carros, aviões, televisão… nada funcionava.

Depois da primeira onda, a segunda veio mais violenta. Tsunamis por todo o mundo levaram todas as cidades do litoral, assassinando nada menos do que 40% do planeta. Adeus Rio! Não sendo o suficiente, a terceira onda fez os tsunamis parecerem uma chuvinha. Um vírus mortal se espalhou pelo mundo inteiro levando 9 a cada 10 pessoas infectadas a morte. O vírus é descrito como um ebola mais desenvolvido. Apenas as pessoas imunes a doença sobreviveram. Cassie está entre os sortudos. Além das Ondas, ainda tinha a preocupação com os humanos. Casas estavam sendo invadidas, lojas sendo saqueadas, pessoas matavam pessoas, estava tudo uma loucura. Em tempos difíceis as pessoas tendem a mostrar o seu pior para sobreviver. E pioraria ainda mais com a 4ª Onda.
A quarta onda mostrou que os Outros não abririam as portas da nave mãe e desceriam pelos céus matando quem vissem por um simples motivo: eles já estavam entre nós. Não se sabe quando exatamente, mas os Outros se infiltraram nas pessoas. Resultado: Os Outros eram iguais a nós. Não dava para distinguir um Outro de um humano. Eles eram como os alienígenas de A Hospedeira mas não tinham aqueles olhos brilhantes. Eram humanos. Humanos Outros que matavam humanos sobreviventes. Eram caçadores de humanos chamados Silenciadores. Isso acaba com qualquer psicológico.

A primeira regra para sobreviver a 4ª Onda é não confiar em ninguém, não importa qual a sua aparência. Os outros são muito espertos nessa questão – certo, eles são espertos em tudo. Não importa se eles têm o aspecto correto, digam as coisas certas e façam exatamente o que você espera que façam. (…) Esse dilema nos dilacera. Ele facilita muito a tarefa de nos caçar e erradicar. A 4ª Onda nos obriga à solidão. Somos minoria, enlouquecemos lentamente devido ao isolamento, ao medo e à terrível expectativa pelo inevitável. Pg. 14 e 15

Cassie perdeu a sua família na 4ª Onda e agora anda sozinha, sobrevivendo na floresta, pensando ser a última que restara. Depois de encontrar outro humano de verdade e ser obrigada a coisas que não estava preparada, ela decide finalmente cumprir a promessa que fizera a seu irmão Sammy. Assim, ela junta suas coisas e parte rumo ao resgate de Sammy, que fora levado. Vale ressaltar nessa parte, que o autor foi muito detalhista em ressaltar a humanidade de Cassie nas coisas que ela levava na mochila. Escova e pasta de dentes, tampões, livros, o ursinho de pelúcia de Sammy. Mesmo no caos do planeta, as pessoas continuam sendo pessoas no fim das contas.
Todas as regras e cuidados de Cassie vão por água abaixo quando ela conhece Evan, um garoto do interior que salva sua vida. Ela acaba se apaixonando por ele mas não sabe se pode confiar nele. Além de Cassie, a história é contada pelo ponto de vista de Zumbi, um humano que foi resgatado e obrigado a se tornar um soldado e de Sammy, o irmão de Cassie.KAHU2174
Não vou entrar em detalhes sobre o que é a 5ª Onda, mas é algo bastante reflexivo. Eu amei a história, não consegui largar o livro até terminar a leitura. Não estou conseguindo superar esse livro. A narrativa é envolvente e a leitura flui muito rápido. Os personagens são muito bem construídos e a mensagem que o autor quer passar é entendida. Vi muita gente reclamando sobre a diagramação e a falta de coerência da tradução mas eu não encontrei nenhum erro. A editora está de parabéns. Gostei muito da escrita do Yancey, não tinha ouvido falar sobre ele mas espero que ele lance outros livros bons como esse. A história tem uma continuação chamada O mar infinito já lançada aqui no Brasil pela Editora Fundamento. A 5ª Onda está sendo adaptado para o cinema e tem previsão de lançamento para Fevereiro de 2016.

E mais uma ótima notícia, comecei um canal no YouTube e tem uma resenha sobre este livro lá no canal, dá uma conferida:

Onde comprar o livro?

Editora Fundamento – R$ 26,95

Livraria Saraiva – R$ 26,10

Amazon – R$ 38,50

Gostaram da resenha? Já conheciam o livro? O que acharam? Me contem!

Dicas de fotografia: Light Painting

light painting

Oi, tudo bom? O post de hoje é uma dica de fotografia que eu acho muito interessante chamada light painting. Para quem não conhece, light painting é uma técnica fotográfica que permite criar imagens nas fotografias usando focos de luz. Com essa técnica você pode fazer desenhos, palavras e efeitos que vão transformar a sua fotografia em uma obra de arte. Seguindo as instruções que eu darei a seguir pode parecer fácil, mas não é. Devo ter tirado umas 10 fotos dessa que está ilustrando o post pra sair desse jeito. Não é tão simples quanto parece mas com prática conseguimos fazer coisas inacreditáveis. Vale ressaltar que não sou fotógrafa profissional e não fiz curso de fotografia então me corrijam se eu der alguma informação duvidosa ou se houver uma maneira mais fácil de tirar fotografias assim.

Equipamentos necessários:

  • Câmera com modo Manual
  • Tripé ou uma superfície plana para apoiar a câmera
  • Fonte de luz (usei a lanterna do iphone)
  • Usar roupas escuras quando for desenhar
  • Ambiente escuro ou com pouca luz

Como fazer: 

  • ISO baixo (usei 100)
  • Abertura do diafragma entre f11 e f20
  • Foco manual
  • Balanço de branco em Incandescente
  • Velocidade entre ”15 e ”30 ou se possível no modo Bulb, vá testando até conseguir um resultado satisfatório.
  • Utilize o timer da câmera para tirar a foto ou um controle remoto.
  • Desenhe de cima para baixo ou de um lado a outro
  • Pratique

É isso, está bem resumido e simples de entender. Espero que tenham entendido e gostado do post. Lembrando que eu aprendi tudo isso na internet, principalmente no site Foto dicas Brasil que tem um artigo completão explicando sobre a técnica.

Já tentaram usar essa técnica? Me mostrem!

*Fotos tiradas do Pinterest