Resenha: Dois irmãos

Milton Hatoum – 18ª reimpressão – São Paulo: Companhia das Letras, 2006. 198 páginas. ISBN: 978-85-359-0833-6

Dois irmãos narra a história dos gêmeos Omar e Yaqub, descendentes de libaneses que moram em Manaus durante o regime militar. A história narra a tragetória dos gêmeos desde a infância, quando, depois de um incidente, Yaqub é mandado para o Líbano. Os gêmeos possuem personalidade opostas, o que acarreta grande influência na vida de toda a família desde então. Dona Zana, mãe dos gêmeos, não deixou que Omar fosse mandado para o Líbano por considerá-lo um garoto frágil que não sobreviveria sem ela, deixando claro a sua preferência pelo filho.

A narração de Dois irmãos é contada pelo filho da empregada que vive na casa, onde pelas lembranças do Halib (pai dos gêmeos), ele narra o passado da família e com o tempo passa a narrar com suas próprias vivências. Quando Yaqub volta do Líbano, a hostilidade entre os irmãos parece ter aumentado. Enquanto seu irmão estava exilado no Líbano, Omar fora extremamente mimado por sua mãe, se tornando um curumim mimado, bêbado e vagabundo. Por outro lado, Yaqub se tornou um moço dedicado, estudioso e que faz o que for preciso pra chegar onde quer.
O mais interessante desse livro é a riqueza de detalhes amazônicos presentes na história. Infelizmente, eu não tenho o costume de ler muitos livros nacionais e muito menos do meu próprio Estado. Então ler Dois irmãos foi fascinante pra mim. A forma que o autor descreve Manaus é tão rica em detalhes e cultura que mesmo morando aqui a minha vida toda eu não tinha percebido esses pormenores. O autor também descreve o choque da imigração naquela época e faz uma crítica ao regime militar.

Apesar da tragetória dos irmãos ser bem descrita durante a história, a trama é focada principalmente na repercussão que os gêmeos causaram na vida do resto da família. Pode parecer apenas uma história clichê com gêmeos opostos mas Dois irmãos é bem mais que isso. Com uma descrição amazônica espetacular como plano de fundo que pode deixar pessoas de outros estados ou mesmo amazonenses desnorteados com os detalhes, Dois irmãos é uma história sobre rivalidade, ódio, perdão e decisões erradas.
Milton Hatoum é um escritor amazonense nascido em 1952. Ele estudou arquitetura, foi professor de literatura brasileira na UFAM e na Universidade da Califórnia. Seu primeiro livro foi Relato de um certo oriente publicado em 1989 e vencedor do prêmio Jabuti de melhor romance do ano. Dois irmãos foi lançado no ano 2000, foi traduzido para 8 idiomas e também foi ganhador de um prêmio Jabuti.

Meu primeiro contato com esse livro foi quando eu entrei na faculdade de Letras. Ele era uma das leituras obrigatórias e eu recém-saída do ensino médio ainda estava com aquele pensamento de que leituras obrigatórias eram chatas. Voltei a lembrar desse livro na minha faculdade atual quando um professor de leitura e produção de texto indicou o mesmo. Demorei para finalmente lê-lo mas  não estou nem um pouco arrependida. Volto a destacar o quão rico de detalhes o texto dessa obra é. Vale a pena ler só pela descrição de Manaus. Ainda do Milton Hatoum, logo lerei A cidade ilhada e espero que seja uma leitura tão positiva quanto Dois Irmãos foi.

Siga o blog nas redes sociais:

Facebook | TwitterInstagram | YouTube | Skoob | Snapchat: milacavalcante