Carta

Querido tio,

Você sempre esteve comigo pra tudo. Ia me buscar na escolinha, comprava pirulito para mim e me ensinou a andar de bicicleta sem rodinhas. Muito obrigada por estar lá por mim.

Sinto muito por tudo o que está acontecendo agora. Eu não pedi por isso. E eu sei que você também não. Pessoas ruins não esperam que algo ruim aconteça a elas, não é mesmo?

Estou escrevendo para pedir perdão. Perdão por ter lhe causado desejo mesmo eu sendo uma criança. Perdão por ter ficado assustada quando você tirou a minha roupa. Perdão por ter sentido medo quando suas mãos alisaram meu corpo. Perdão por querer gritar quando eu senti a minha carne rasgando.

Você tapou meus gritos. Mas não precisava fazer isso, titio. Mamãe e papai sabiam. Eles estavam lá o tempo todo. Não é culpa sua titio, voce me amava muito, eu entendo. Era o que meus pais diziam. Era o que você dizia também. E o que o mundo via. Mas eu via a verdade e ninguém acreditava nela.

Estou doente, tio. Descobriram que eu tenho uma doença que não tem cura. As enfermeiras dizem que eu peguei dos meus pais mas você sabe que não foi deles que eu peguei. Elas vão descobrir de quem foi. Eu espero que elas descubram titio, me perdoe por ser tão egoísta assim.

A cada dia que passa eu fico mais fraca. A doença que eu tenho atrai outras doenças, foi o que eu ouvi dizerem para o papai. Eu só não tive sorte como o senhor de ficar saudável. As enfermeiras descobriram que eu não peguei dos meus pais. E agora, tio? O que vai acontecer quando descobrirem? Eu vou melhorar?

Eles querem te denunciar, tio. Não meus pais, é claro que não, as pessoas do hospital. Eu ouço eles conversando. Eles sabem que foi você. O que você fez. Minha mãe está chorando, titio. Mas não é por mim. Não pelas coisas que eu passei e nem pela situação em que estou. Ela chora por sua causa. Disse que você vai ser preso por minha causa. Me perdoe.

Não sei se conseguirei sair do hospital, tio. Está difícil de respirar e dói muito. Onde você está? Eu vi que a polícia levou você. Estão culpando o senhor. Mas se a culpa era sua, por que mamãe me olha desse jeito, como se fosse na verdade fosse minha?

Mamãe pediu para eu escrever para você. Não sei se ela vai entregar. Disse para eu escrever que eu perdoo você. Vai ser mais fácil te tirar da cadeia se eu perdoar você. Não se preocupe, titio. Meu pai está tentando te tirar da cadeia.

Logo você vai estar livre para viver do jeito que quiser. Mas eu não. Sempre vou estar presa as memórias, titio. Eu era apenas uma criança. Você me machucou. Mas eu te perdoo. Eu perdoo você por tirar a minha saúde, por me passar uma doença, por acabar com a minha infância, por ter feito meus pais me odiarem, por ter me machucado. Eu te perdoo, tio.

Você sempre foi meu tio favorito.

Obs: Texto de cunho ficcional baseado nessa notícia: https://www.acritica.com/channels/hoje/news/menina-de-11-anos-contrai-aids-apos-ser-estuprada-pelo-tio-em-sua-casa

Anúncios

Deixe um comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s